Quando uma pessoa vai para o mercado de trabalho a primeira coisa com que se preocupa é o currículo. Se as funções estão claramente descritas, se o histórico profissional é adequado para a vaga e se todos os cursos extras vão agradar ao contratante.

 

ADP na Mídia

As notícias sobre a ADP, no Brasil e no mundo. Assessoria de Imprensa: RMA Comunicação Juliana Gaspardo: (11) 2244-5909 / juliana.gaspardo@rmacomunicacao.com.br Rafaela Mello: (11) 2244-5949 / rafaela.mello@agenciarma.com.br

 

Apesar de a tecnologia facilitar a rotina de trabalho de profissionais em qualquer área de atuação, ela não é tão eficiente para auxiliar a gerar uma força de trabalho que se sinta valorizada, reconhecida, apoiada e segura dentro das empresas. E ao mesmo tempo em que a tecnologia evoluiu, mudaram as prioridades dos colaboradores para permanecer no atual emprego ou buscar uma nova oferta de trabalho.

 
 
 

A evolução desenfreada das tecnologias tem desafiado constantemente o setor de serviços profissionais, especialmente empresas financeiras, de informática e de transporte. Caminhando lado a lado com a evolução estão as alterações de regulamentos em vários sistemas de RH, complicando ainda mais a eficiência e a produtividade de uma corporação.

 
 
 

Fernanda, Marina, Abel e Adolfo (este,nome fictício) têm muito em comum. Executivos em grandes empresas,perderam seus empregos por fatores ligados à crise econômica, ficaram de um mês a quase dois anos fora do mercado e agora, com exceção de Adolfo, recuperaram suas carreiras graças a uma leve retomada na oferta de posições.

 
 
 

A ADP, fornecedora global líder de soluções de Gerenciamento de Capital Humano (HCM), anunciou seus resultados financeiros do quarto trimestre e ano fiscal 2017, encerrado em 31 de junho. Na fatia do quarto trimestre, a companhia reportou um lucro líquido de US$ 266 milhões e um faturamento de 3 bilhões de dólares, uma alta de 6% em relação ao mesmo período do ano passado.

 
 
 

Lidar com folhas de pagamentos, gestão de Recursos Humanos, compliance e demais assunto relacionados ao gerenciamento de Capital Humano não é uma tarefa fácil. São muitos documentos, funções e ações burocráticas envolvidas no processo e que exigem total segurança e confiabilidade das empresas que executam esses serviços. Neste cenário, a ADP desponta como uma das principais empresas globais do setor e que investe cada vez mais para garantir a qualidade na entrega de seus serviços.

 
 
 

70% da força de trabalho do Brasil não sente segurança profissional, aponta ADP

Após um período de recessão – que teve início em meados de 2014, o Brasil começou a mostrar, já nos primeiros meses de 2017, sinais de retomada do seu desenvolvimento econômico.

 
 
 
 

Lidar com folhas de pagamentos, gestão de Recursos Humanos, compliance e demais assunto relacionados ao gerenciamento de Capital Humano não é uma tarefa fácil. São muitos documentos, funções e ações burocráticas envolvidas no processo e que exigem total segurança e confiabilidade das empresas que executam esses serviços. Neste cenário, a ADP desponta como uma das principais empresas globais do setor e que investe cada vez mais para garantir a qualidade na entrega de seus serviços.
 
 
 

ADPA , multinacional desenvolvedora de soluções de RH, contratou a Simpress para contar com outsourcing de impressão. No Brasil, a ADP atende a mais de 4 mil clientes.
 
 
 

 Após um período de recessão – que teve início em meados de 2014, o Brasil começou a mostrar, já nos primeiros meses de 2017, sinais de retomada do seu desenvolvimento econômico.
 
 
 

Mudanças tecnológicas e culturais sempre nortearam o desenvolvimento dos espaços de trabalho, que estão acontecendo cada vez mais rápido, englobando cada vez mais pessoas. O efeito dominó desses avanços e as mudanças em massa possuem impactos significativos na forma como as pessoas vivem e trabalham em todo o mundo.
 
 
 

A ADP terceirizou junto à Simpress a impressão de folhas de pagamento. A companhia atende mais de quatro mil clientes e buscava aumentar a produtividade. Hoje a empresa imprime cerca de 2 milhões de páginas, além de 20 mil pacotes demonstrativos em um único mês.
 
 
 

Mudanças tecnológicas e culturais sempre nortearam o desenvolvimento dos espaços de trabalho, que estão acontecendo cada vez mais rápido, englobando cada vez mais pessoas. O efeito dominó desses avanços e as mudanças em massa possuem impactos significativos na forma como as pessoas vivem e trabalham em todo o mundo.
 
 
 

O encontro mostrou como a velocidade da Tecnologia da Informação impacta as empresas e como se preparar para o que está surgindo.
 
 
 

A adaptação do setor produtivo diante do desenvolvimento tecnológico atinge empregados e empregadores. Enquanto as empresas buscam a robotização e a inteligência artificial para agilizar processos e garantir receita, os trabalhadores se habituam às novas necessidades para conquistar seu posto de trabalho.
 
 
 

Dr. Cícero Bucci concedeu uma entrevista para a Rádio Justiça para falar sobre a Reforma Trabalhista.
 
 
 

Após um período de recessão - que teve início em meados de 2014, o Brasil começou a mostrar, já nos primeiros meses de 2017, sinais de retomada do seu desenvolvimento econômico. Para as empresas, esse atual cenário representa que, superada uma onda de demissões em massa - o número de desempregados no país atingiu os 13,5 milhões de brasileiros, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – as contratações também devem entrar em uma curva de recuperação.
 
 
 

Após um período de recessão – que teve início em meados de 2014, o Brasil começou a mostrar, já nos primeiros meses de 2017, sinais de retomada do seu desenvolvimento econômico. Para as empresas, esse atual cenário representa que, superada uma onda de demissões em massa – o número de desempregados no país atingiu os 13,5 milhões de brasileiros, segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) – as contratações também devem entrar em uma curva de recuperação.
 
 
 

Pesquisa realizada pela consultoria Signium, em parceria com a PiniOn, junto a 600 jovens entre 18 e 25 anos, nas cidades de São Paulo e Rio de Janeiro, mostra que para a metade (50%) dos entrevistados é importante preservar a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) nos próximos 10 anos, de forma a garantir mais estabilidade e segurança ao trabalhador.
 
 
 

Profissionais interessados em oportunidades de analista fiscal no mercado enfrentam concorrência de até 210 candidatos por vaga. O número é quase três vezes maior do que a disputa para o curso de medicina na USP, o mais procurado da Fuvest em 2017, com 75,58 candidatos por vaga.
 
 
 

A ansiedade por conseguir um emprego novo leva muitos profissionais a não se preocupar, de imediato, com as chances de desenvolvimento de carreira oferecidas pelo empregador. Só que mais tarde é essa falta de perspectiva de crescimento que pode empurrá-los de volta para o mercado em busca de novos desafios.
 
 
 

Para se preparar para esse novo mercado, consultor empresarial Marcos Tito, conta que o profissional precisa ser curioso, criativo e sempre ter uma visão para o longo prazo, que permite detectar problemas futuros.
 
 
 

Uma boa gestão de pessoas pode ser o fator determinante para o sucesso de uma empresa. Para ajudar os donos de pequenos negócios a superarem esse desafio, o Sebraedisponibiliza em seu portal uma página com as oito tendências em gestão de pessoas para 2017.
 
 
 

Muito se tem falado sobre o impacto que as tecnologias causam nas empresas, independentemente do mercado em que atuem. A competitividade aumentou, a exigência dos clientes também, a necessidade de investimentos não para de crescer e as equipes estão sempre mobilizadas procurando descobrir onde mais podem inovar para acompanhar tantas transformações.
 
 
 

Já não é mais novidade às empresas que a tecnologia pode ajudar - e muito! - no desenvolvimento de equipes e na otimização de suas rotinas. Exemplo disso são ferramentas poderosas que auxiliam diferentes departamentos e a área de Recursos Humanos não fica de fora desse movimento.
 
 
 

A tecnologia pode ser muito eficiente no desenvolvimento de equipes de uma empresa, bem como na otimização de suas rotinas. As ferramentas poderosas que auxiliam diferentes departamentos e a área de Recursos Humanos, que se beneficia do uso de dados, são um bom exemplo disso.
 
 
 

Muito se tem falado sobre o impacto que as tecnologias causam nas empresas, independentemente do mercado em que atuem. A competitividade aumentou, a exigência dos clientes também, a necessidade de investimentos não para de crescer e as equipes estão sempre mobilizadas procurando descobrir onde mais podem inovar para acompanhar tantas transformações.
 
 
 

A necessidade de agilizar processos, digitalizar equipes e reduzir custos está em pauta para muitas empresas no atual contexto de mercado e as opções dispostas a elas para colocar esses objetivos em prática são infinitas. Para o RH, um dos destaques é o outsourcing, ou seja, delegar a um parceiro de confiança a gestão parcial ou total das tarefas desse departamento.
 
 
 

A necessidade de agilizar processos, digitalizar equipes e reduzir custos está em pauta para muitas empresas no atual contexto de mercado e as opções dispostas a elas para colocar esses objetivos em prática são infinitas. Para o RH, um dos destaques é o outsourcing, ou seja, delegar a um parceiro de confiança a gestão parcial ou total das tarefas desse departamento.
 
 
 

Para se sobreviver ao mercado e alcançar uma carreira de sucesso é necessário agregar valor a empresa e além disso não basta ser somente um profissional eficiente e eficaz, se não se adequar com as tendências do mundo do trabalho, que é o que veremos a seguir.
 
 
 

Atrair e reter talentos é, sem dúvida, uma das grandes dores dos departamentos de Recursos Humanos. Mesmo com o mercado ainda instável e desemprego em alta – segundo o IBGE, esse índice chegou a 20,9% em média para a totalidade das regiões do Brasil em 2016 – o que, teoricamente, indica mais pessoas disponíveis para preencher as vagas existentes, encontrar profissionais realmente qualificados não é tarefa fácil. Mas, o Employer Branding pode auxiliar nessa processo.
 
 
 

Muito se tem falado sobre o impacto que as tecnologias causam nas empresas, independentemente do mercado em que atuem. A competitividade aumentou, a exigência dos clientes também, a necessidade de investimentos não para de crescer e as equipes estão sempre mobilizadas procurando descobrir onde mais podem inovar para acompanhar tantas transformações. Tais expectativas não são diferentes quando olhamos para o departamento de RH.
 
 
 

Estamos vivendo uma era em que a inovação está cada vez mais a serviço da área de Recursos Humanos. O setor está se instrumentalizando com tecnologia de ponta para aperfeiçoar a gestão dos talentos e os resultados das organizações. Uma pesquisa realizada pela ADP Institute revela que 81% dos profissionais com menos de 30 anos acreditam que, futuramente, estarão preparados para trabalhar de qualquer lugar do mundo, por meio das novas conexões.
 
 
 

Independentemente do contexto, as empresas estão sempre em busca de redução de custos, principalmente os custos ocultos.
 
 
 

Sua empresa está preparada para a chegada do eSocial? O sistema, vigente para os Empregadores Domésticos desde dezembro de 2015, deve entrar em vigor para as empresas com faturamento igual ou superior a R$ 78 milhõesaté janeiro de 2018. Já para as demais companhias, a norma se torna obrigatória após seis meses, a partir de julho de 2018. E apesar do tempo para se preparar parecer longo, doze meses podem não ser o suficiente para a maturação e adequação dos departamentos de RH.
 
 
 

Executivos de recursos humanos são forçados a rever antigas crenças e a adaptar as práticas de gestão de pessoas a fim de se adequar às novas gerações.
 
 
 

Seja no ambiente de trabalho ou na vida pessoal, você já deve ter ouvido a frase “faça o que gosta, goste do que faz”, não é mesmo? Mas de que maneira será que ela é aplicável ao seu dia a dia?
 
 
 

Sua empresa está preparada para a chegada do eSocial? O sistema, vigente para os Empregadores Domésticos desde dezembro de 2015, deve entrar em vigor para as empresas com faturamento igual ou superior a R$ 78 milhõesaté janeiro de 2018. Já para as demais companhias, a norma se torna obrigatória após seis meses, a partir de julho de 2018.
 
 
 

Quando falamos em globalização no universo corporativo, naturalmente pensamos em empresas expandindo seus negócios, implementando novas tecnologias aos seus processos e estimulando a integração de seus empregados com outras realidades e culturas. Porém, diante desse cenário, não podemos deixar de questionar: será que todas as companhias estão realmente aptas a fazer esse movimento e fincar sua bandeira em novos territórios?
 
 
 

Quando falamos em globalização no universo corporativo, naturalmente pensamos em empresas expandindo seus negócios, implementando novas tecnologias aos seus processos e estimulando a integração de seus empregados com outras realidades e culturas. Porém, diante desse cenário, não podemos deixar de questionar: será que todas as companhias estão realmente aptas a fazer esse movimento e fincar sua bandeira em novos territórios?
 
 
 

A ADP, líder global em soluções de Recursos Humanos, em parceria com a EY, consultoria referência na prestação de serviços profissionais, realizará um evento online exclusivo para debater os principais impactos, operacionalização, riscos e os processos da implementação do eSocial nas empresas. O bate-papo online ocorrerá na terça-feira, 15 de março de 2017, às 15h e terá transmissão ao vivo, abrindo espaço para os espectadores realizarem perguntas aos especialistas.
 
 
 

Muito se tem falado sobre uma nova geração de colaboradores que não apenas busca uma vaga no mercado, mas que leva em consideração o posicionamento das empresas, seu impacto na sociedade e a valorização do bem-estar dos funcionários.
 
 
 

No Brasil, segundo a pesquisa The Future of Work, organizada pelo ADP Research Institute, para 69% das pessoas, trabalhar em companhias nas quais identifiquem algum significado, é uma das necessidades mais importantes para seu futuro.
 
 
 

Cada vez mais a tecnologia se torna parte do nosso cotidiano e muitas vezes o seu uso acaba se tornando imperceptível. Estamos em um mundo no qual grande parte de nossas atividades foram facilitadas por ela, e hoje provavelmente é muito difícil voltarmos aos antigos hábitos. Mas, como será daqui a alguns anos? Certamente não sabemos como será o futuro, mas temos a certeza de que ele estará completamente diferente de hoje.
 
 
 

Ainda que os atuais cenários político e econômico no Brasil não inspirem grandes investimentos por parte das empresas, o mercado continua demandando iniciativas rápidas e certeiras para que as companhias não percam o ritmo de seus negócios. Um exemplo dessa demanda, e principalmente dos clientes e consumidores, é a transformação digital, uma tendência que não pode ficar de fora do planejamento, especialmente quando o assunto são companhias globais.
 
 
 

Embora a linguagem dos negócios esteja cada vez mais padronizada, uma coisa permanece culturalmente complexa: as leis trabalhistas. Com a implementação obrigatória do eSocial a partir de janeiro de 2018, as exigências se tornarão ainda maiores. De acordo com uma pesquisa recente da ADP, 80% das organizações acreditam cumprir os regulamentos nacionais, apesar de um terço dos mesmos entrevistados ter sido punido por ilegalidades no ano anterior.
 
 
 

Segundo John Mackenzie, executivo de marketing da empresa de gestão em Recursos Humanos ADP na América Latina, a formação em instituição de renome ainda é vista como diferencial dependendo da vaga disputada. "Quem faz faculdade de primeira linha já larga na frente", disse, destacando principalmente as carreiras na área de finanças.
 
 
 

Expatriar profissionais é visto com certa desconfiança por muitos departamentos de RH, porém, a estratégia de internacionalização é considerada um diferencial para os líderes das organizações. O motivo é garantir o fluxo de conhecimento e o enriquecimento cultural nas corporações, além de ajudar a preencher o quadro de funcionários em diversas regiões onde não se encontra profissionais especializados.
 
 
 

Portal Voit, afiliado ao Portal R7 da Rede Record, republicou as considerações de Mariane Guerra, VP LatAm de Recursos Humanos da ADP, sobre Mobilidade Internacional, um dos grandes pilares do trabalho do futuro, tema que também foi abordado no Blog da ADP
 
 
 

A pauta sobre profisionais expatriados que a VP de Recursos Humanos para a ADP LatAm, Mariane Guerra, postou no Blog Connect@ADP, foi repostada pelo portal Executivos Financeiros.
 
 
 

Valor Econômico entrevista Mariane Guerra, que comenta sobre os principais cuidados que as equipes de RH precisam tomar em momentos de grandes fusões entre empresas.
 
 
 

O RH Portal, um dos portais de conteúdo referência dentro do mercado de Recursos Humanos, repostou conteúdo do Blog Connect@ADP, salientando nosso papel de referência no setor.
 
 
 

O Administradores.com é o principal e maior canal on-line voltado à área de Administração e Negócios na América Latina. Um site dinâmico, interativo e conectado a tudo o que acontece no Brasil e no mundo. Enquanto plataforma de networking e compartilhamento de conhecimentos, reúne administradores, professores e estudantes de Administração, além de empresários, executivos e outros profissionais da área.
 
 
 

Há 24 anos no mercado editorial, com linguagem clara e objetiva, a Revista Gestão RH é direcionada aos profissionais de Gestão de Pessoas e de Negócios. Trata-se de uma publicação impressa, que aborda temas da atualidade e de desenvolvimento da gestão de pessoas nas organizações. É uma fonte de pesquisa do mercado de Recursos Humanos, debatendo e trazendo novidades para os profissionais da área de Recursos Humanos.
 
 
 

A Love Mondays é uma das principais comunidades de carreiras onde você encontra a empresa ideal, avaliada pelos colaboradores. No portal é possível descobrir os salários dos funcionários em cada empresa com o objetivo de auxiliar outros profissionais a negociarem uma remuneração mais condizente com o mercado.
 
 
 

Portal Qualy Service adia entrada em vigor do eSocial.
 
 
 

Portal Segs se apoia na expertise da ADP para alinhar as novas informações sobre a implementação do eSocial.
 
 
 

O portal de tecnologia da Bahia, TI Bahia, é um portal totalmente inovador, que serve de guia para encontrar as melhores empresas, os melhores produtos e serviços do mercado de tecnologia e telecomunicação. É o primeiro e principal canal de notícias sobre a área de tecnologia da região Nordeste, com mais de 84 mil leitores em sua newsletter semanal e uma média de 26 mil visitações diárias no portal.
 
 
 

O portal Convergência Digital tem a missão de ser a maior referência online das áreas de Tecnologia da Informação e Telecomunicações do País, com um conteúdo diferenciado e de primeira qualidade. No Convergência Digital, o público interessado em acompanhar o dia-a-dia ligado à TIC - Tecnologia da Informação e Comunicação no Brasil e no mundo - poderá acompanhar os principais fatos, os bastidores, as discussões políticas, os grandes negócios, as estratégias e alianças entre empresas públicas e privadas, as contratações e saídas de executivos, entre outros temas, com reportagens, matérias e notícias produzidas por uma equipe de ponta e especializada no setor de TI e Telecom.
 
 
 

Portal Callcenter reposta matéria do Blog Connect@ADP que aborda as mudança que o mercado de RH precisa enfrentar para inspirar a Geração Millennial.